Estudante que se atrasou para o Enem por precisar amamentar filho de cinco meses ganha bolsa de estudos em faculdade

O caso envolveu a estudante Débora Gomes, de 26 anos, que se preparou para fazer o Enem e por conta de desafios que enfrenta chegou atrasada e não conseguiu fazer a prova.

Um exame com este nível de complexidade exige muito tempo de dedicação e planejamento e no caso de Débora, que é mãe de duas crianças, foi um enorme desafio conseguir chegar antes do fechamento dos portões.

O motivo pelo qual ela se atrasou foi em razão de precisar amamentar seu filho.‘‘Tenho em bebê de cinco meses e ele mama. Foi por causa da amamentação que demorei’’, contou Débora, que não conseguiu entrar para realizar o exame.

No entanto, uma oportunidade apareceu para o jovem mãe que foi procurada por algumas faculdades particulares que ofereceram bolsa de estudo integral. A estudante aceitou uma bolsa de estudo ofertada por uma instituição de ensino localizada no centro de Recife.

Foram oferecidas à jovem, bolsas de estudo de algumas faculdades com 100% de gratuidade.‘‘Estou muito grata, primeiramente a Deus, e segundo à faculdade (escolhida)’’, contou Débora.

A estudante ainda não decidiu qual curso vai escolher.‘‘Ainda estou escolhendo o curso. Vamos resolver, vamos fazer uma reunião e eu estou decidindo ainda o curso’’, explicou.

Moradora da Ilha de Joana Bezerra, área central do Recife, Débora se surpreendeu com a repercussão do caso e com as ofertas que lhe foram feitas.‘‘Não esperava tanta repercussão e apoio. Estou muito entusiasmada e pretendo investir nos estudos, para que possa entrar no mercado de trabalho e continuar na luta pela concretização dos meus objetivos’’, concluiu Débora.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Mãe tem morte súbita enquanto amamentava e filha morre asfixiada

Uma triste notícia está sendo destaque neste sábado (08). Uma mãe e uma filha foram encontradas mortas dentro de casa, após a mulher morrer por uma morte súbita enquanto amamentava a bebê, que morreu asfixiada. O caso aconteceu em Corrientes, na Argentina, na última segunda-feira (03).

Mariana Ojeda, de 30 anos, havia relatado ao marido um zumbido no ouvido na manhã daquele dia. Mais tarde, já no trabalho, o homem tentou ligar para a mulher para saber como ela estava, mas quem atendeu foi outro filho do casal, um menino de 3 anos, depois de diversas tentativas, que afirmou para ele que a mãe estava “dormindo”.

Desconfiado, ele retornou a casa e encontrou a esposa e filha sem vida. “Minha bebê estava roxa e minha esposa estava fria. Foi horrível”, relatou.

Na autópsia, foi constatado que Mariana sofreu uma parada cardiorrespiratória e a filha morreu asfixiada com o próprio leite. “Vê-se que Mariana desmaiou e a bebê sufocou de leite”, informou o pai do bebê.

“No dia 15 de maio íamos batizar Delfina em Itatí, mas o destino não o quis”, lamentou o viúvo, que estava programando o batizado da filha mais nova junto com a esposa.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.