Homem de 52 anos morre após ingerir bebida que pensava ser champagne de R$ 3 mil durante jantar entre amigos

Uma fatalidade envolveu um homem de 52 anos que perdeu a vida no último domingo (13), após ingerir o que pensava tratar-se de champagne. O incidente aconteceu durante um jantar entre amigos num restaurante italiano em Weiden, no estado da Baviera, na Alemanha. De acordo com as autoridades, o homem havia ingerido ecstasy líquido (MDMA) numa concentração muito alta. Em razão disso, os investigadores classificaram o conteúdo da garrafa como “veneno” em vez de apenas uma “droga”.

Como forma de celebrar a recente participação de um deles num reality show de relacionamentos, o grupo de amigos pediu, na noite de sábado, uma garrafa de três litros da marca Moët & Chandon, cujo valor gira em torno de 500 euros (R$ 3 mil), informou o jornal alemão “Bild”.

A polícia começou a investigar o ocorrido diante da hipótese de criminosos terem substituído o champagne por três litros de ecstasy líquido (MDMA), cujo valor estimado é de aproximadamente 360 mil euros (R$ 2 milhões).

Segundo o promotor público-chefe, Gerd Schäfer, Harald Georg Z. ingeriu uma substância com “efeito tóxico e venenoso”, disse Schäfer ao “Bild”. Sete pessoas podem ter sido envenenadas no jantar e foram encaminhadas para um hospital próximo com sintomas como convulsões e espuma na boca.

‘‘Não foi droga, foi veneno’’, disse Schäfer.‘‘É bem possível abrir uma garrafa, encher a droga e fechar a garrafa novamente sem perceber’’.

Os investigadores agora procuram saber onde e por quem a garrafa foi manipulada. Ao que parece, a troca do produto pode ter acontecido há muito tempo, em razão de ter se constatado pequena quantidade do material em degradação cristalina no fundo da garrafa.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.