Modelo Eloisa Fontes que desfilou para marcas de grife vive em situações precárias em Alagoas

Uma notícia tem circulado na internet e gerado muitos comentários nesta sexta-feira (24). A modelo brasileira Eloisa Fontes, conhecida por desfilar na Europa em parceria com grifes famosas como Dolce & Gabbana, está vivendo em condições precárias no interior de Alagoas ao lado de sua família.

Eloisa foi localizada na favela do Cantagalo, em Ipanema, zona sul do Rio de Janeiro, em outubro de 2020, vagando pelas ruas e aparentando distúrbios mentais. Na época a jovem foi internada do Instituto Municipal Philippe Pinel, que é especializado em saúde mental.

A jovem que tem histórico de dependência química, foi transferida para Alagoas e ficou internada em uma clínica, antes de ser liberada para estar com a família.

Hoje é meu aniversário e completo 28 anos (nesta terça, 21/9). O que eu quero para minha vida é um futuro brilhante. Porque nasci de novo. E sinto que minha vida acabou de começar”, contou a modelo ao Extra, em sua primeira entrevista após a internação no Rio de Janeiro. “Modelar está nas minhas veias. Eu sou uma profissional”, disse a modelo que sonha em retomar sua carreira de modelo.

A modelo está em um momento difícil financeiramente ao lado da mãe, Luciene, morando em um sítio na cidade de Piranhas, em Alagoas. Acostumada a estampar as capas das edições europeias de revistas como “Elle”, “Grazia” e “Glamour”, e ganhar em euro, agora Eloisa enfrenta dificuldades para se manter.

Segundo informações, a renda da família é insuficiente para suprir os gastos básicos com alimentos e remédios. O irmão mais novo, Samoel Fontes, que mora próximo do sítio, é quem tem ajudado Eloisa e a mãe.“Estou desempregado há quatro anos e não tenho condições de dar mais assistência. Decidi abrir uma vaquinha para tentar comprar nem que seja um veículo qualquer e fazer esse trajeto que faço todo dia a pé, e juntar outro dinheiro para ajudar no sustento dela”, disse Samoel.

Eloisa contou que não consome drogas há quase um ano e falou sobre o tempo que ficou internada em Maceió.“Depois de sete meses conhecendo pessoas que perderam tudo na vida por causa das drogas, sei que vou viver em recuperação. Sei que não posso (se drogar) e sou dodói”, admite a modelo. “Estou me sentindo em paz. Na minha internação, aprendi a ter paciência e ser paciente. Sei que a oportunidade vai chegar”.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.

Bolsonaro é vaiado por opositores, em Maceió, e faz gesto de roubo com as mãos em resposta

Uma noticia tem sido destaque nesta quinta-feira (13). Isso, porque o presidente Jair Bolsonaro foi vaiado por opositores em sua visita a Maceió.

O presidente foi a o estado de Alagoas para participar de três solenidade oficiais, entre elas a “inauguração” de um viaduto que está aberto ao público desde dezembro de 2020. Durante a visita opositores vaiaram o presidente que, em resposta, fez um gesto que costuma ser usado em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) para se referir a um roubo ou para condicionar a alguém o título de “ladrão”.

A presença de Bolsonaro em Maceió foi alvo de críticas do senador Renan Calheiros (MDB-AL), que teceu comentários negativos sobre a visita durante a CPI da Covid. O senador alagoano é pai do governador do estado, Renan Filho, que inaugurou a obra no ano passado. Com o episódio de hoje, houve um acirramento entre o presidente e o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Homem que teria assassinado 24 pessoas, incluindo o próprio irmão, morre em uma troca de tiros contra policiais

Uma notícia está sendo muito divulgada no final desta semana e continua nas manchetes deste domingo (2). Isso porque, na manhã deste sábado (01/5), um homem que havia confessado ter matado 24 pessoas, foi morto durante um confronto com a Polícia Civil, em Canhotinho, Pernambuco.

Segundo o portal Metrópoles, com informações do site Alagoas 24 horas, o homem, identificado como Erivaldo, mais conhecido por ‘“Cabelinho”, estava foragido da Justiça de Alagoas já algum tempo.

Ainda de acordo com o site, os policiais se deslocaram para a localidade onde o suspeito estava escondido, para cumprir um mandado de prisão, entretanto, ao chegarem ao recinto, foram surpreendidos com vários disparos de arma de fogo. Os agentes informaram que, assim que Erivaldo começou a atirar, os policiais revidaram e acertaram “Cabelinho”.

O suspeito foi encaminhado para o Hospital de Garanhus, entretanto, devido aos ferimentos, o elemento não resistiu e veio a óbito na unidade de saúde. Ele estava solto desde fevereiro de 2020, após 30 anos no sistema prisional. Segundo informações do Alagoas 24 horas, Erivaldo Francisco Neves de Oliveira,  teria assassinado 24 pessoas, sendo 13 dentro da prisão, incluindo o próprio irmão.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.