Adolescente de 13 anos que morreu por Covid-19 tinha desenvolvido uma síndrome rara por causa do vírus

A triste historia da garota de apenas 13 anos que morreu por covid ganhou novas informações. O pai da menina, o motorista Paulo César dos Santos, de 50 anos, explicou que a garota morreu após contrair Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica pós-covid-19. Esta é uma condição pouco comum, mas que atinge jovens de até 19 anos.

“Era uma criança saudável, uma criança espontânea. Se ela não tivesse contraído o coronavírus, ela não teria morrido. […] Se importem. Porque infelizmente está aumentando os casos de crianças. Não sabíamos que existia a síndrome, ficamos sabendo pelo hospital. Não tem como a gente precisar como foi a infecção por Covid. A gente não sabe dizer de onde. Segundo as informações médicas, na data do dia 24, ela podia ter contraído sete dias antes ou até seis meses atrás. Não culpei a volta às aulas. De repente, ela foi a transmissora para nós”, disse Paulo César

Todos na casa de Ana Clara se contaminaram com o vírus, mas ela foi a única que não fez o teste porque não apresentava sintomas. Um tempo depois, Ana passou a sofrer com cólicas intensas e foi hospitalizada, e somente no hospital descobriu que teve a covid. Conforme os dias se passavam, a síndrome agravou e ela teve complicações com o estado do seu rim, fígado e pulmão, e por conta da falência desses órgãos, a menina morreu.

“Ela deixou um legado para nós do amor de Deus, o perdão, somos evangélicos. Quero levar o legado dela pra frente. Que tudo isso sirva de alerta que criança também pega. Se previnam, usem máscara, álcool em gel, higienização.”

A Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica é uma inflamação nas paredes dos vasos sanguíneos dos órgãos.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Adolescente de 13 anos morre por complicações da Covid-19 depois de voltas às aulas

Uma triste e chocante notícia é destaque nesta terça-feira (02). Uma adolescente de apenas 13 anos morreu em decorrências das complicações covid-19, na cidade de Campinas, São Paulo. Ana Clara Macedo dos Santos estudava na Escola Estadual Escritora Rachel de Queiroz e cursava o 8° ano. Depois que aconteceu o retorno as aulas, a estudante contraiu a Covid e faleceu no último dia 24.

O caso está sendo investigado e algo está intrigando o povo. Isso porque o Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) da cidade, em investigações, informou no dia 26 que o exame de PCR para Covid da jovem deu negativo, mas que ainda assim, estão aguardando novos exames.

A notícia do falecimento da garota comoveu a todos da escola e família. Professores da escola lamentaram o descaso com que se teve em relação a Ana Clara, causando a sua morte. O pai da adolescente criou em suas redes sociais um álbum com os momentos mais felizes da menina, além de publicar uma emocionante homenagem com uma foto dela com asas de anjo:

“Anjinha dos céus. Aninha que hoje faz parte do exército de anjos do Senhor. Obrigado, Pai, por nos ter dado o privilégio de sermos pais, mesmo que em tão pouco tempo. Mas esse pouco tempo foi muito de felicidade. Deus seja louvado”.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.