Suspeito de raptar moça a caminho da escola, é finalmente preso pela e confessa ter levado ela para o mato

Uma notícia tem sido destaque nos principais meios de comunicação neste sábado (19). O homem suspeito de estuprar uma adolescente de 14 anos, no momento em que ela estava a caminho da escola, foi preso nessa sexta-feira (18) pela Polícia Civil do Distrito Federal. Segundo as autoridades, o crime ocorreu na última quinta-feira (17), no Paranoá.

O suspeito fez a abordagem à adolescente por volta das 7h. Registro feito por imagens de câmeras de monitoramento mostram o suspeito andando com o braço nos ombros da adolescente e a conduzindo de forma coercitiva até o local onde teria cometido o crime.

O suspeito foi encontrado no trabalho, em uma pizzaria da Asa Sul, segundo informações da polícia, confirmada pelo delegado à frente do caso, Ricardo Vianna, da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá).

O homem teria levado a vítima para um prédio em construção, apontou a investigação em andamento. Após ser violentada, a vítima fugiu e conseguiu entrar em contado com a Polícia Militar.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, o suspeito foi localizado com a ajuda de denúncias anônimas que foram feitas. Houve também, segundo o investigador, o reconhecimento do suspeito feito pela adolescente violentada.

Segundo o delegado, a adolescente informou que o homem tinha uma tatuagem na perna, o que foi apurado pela investigação. Para o delegado, “Isso foi fundamental”. Ainda de forma preliminar, o homem disse que havia levado a adolescente para o mato. Entretanto, o depoimento formal ainda deve ser prestado pelo suspeito às autoridades.

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) aponta que, em 2021, foram 607 casos de estupro registrados em Brasília. Dentre estas ocorrências, 392  envolviam vítimas menores de 14 anos, ou seja, 64,6% do número total.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto: Polícia Civil

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Após usar celular carregando na tomada, adolescente de 14 anos toma choque elétrico e não resiste

Uma fatalidade envolveu um adolescente de 14 anos que veio a óbito após tomar um choque elétrico no momento em que usava um aparelho celular carregando na tomada. O jovem Max Willyan dos Reis Gomes ainda foi socorrido pelo Samu em Alexânia, no entorno do Distrito Federal, mas não resistiu e veio a óbito logo em seguida.

O caso aconteceu em uma chácara da família que fica a 5 km da cidade. O adolescente, que estava nos fundos da casa, estava usando o celular no momento em que o aparelho estava carregando por meio de uma extensão. Max levou uma descarga elétrica muito forte. Segundo testemunhas, houve um barulho alto e o adolescente havia sido arremessado a alguns metros de distância do local onde o aparelho estava carregando. Entenda possíveis causas desse tipo de acidente…

Especialistas confirmam que o risco de usar o celular carregando existe, apesar de ser bastante reduzido caso o carregador e a bateria do celular sejam originais e estejam em bom estado de conservação.

“Nem carregador nem celular são construídos para dar choque ou explodir. Eles nascem para serem seguros. Mas se houver falha no carregador, principalmente nos não originais, ou na própria bateria, pode ter problemas. Então, se pode acontecer, a recomendação é que a pessoa não faça o uso do aparelho com ele carregando”, explica o engenheiro eletricista Edson Martinho, diretor-executivo da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel).

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Após blecaute na BA, garota é achada sem vida com sinais de estrangulamento

Uma notícia triste tem sido divulgada e envolve uma adolescente de 14 anos, que foi encontrada sem vida uma área de mangue, perto da praça da igreja de Caraíva, distrito de Porto Seguro. A região é um famoso destino turístico do extremo sul da Bahia. Aquela região, em específico, enfrentava problemas, naquele momento, por conta de falta de eletricidade, em razão das fortes chuvas que deixaram mais de 10 mortos.

Em entrevista ao portal UOL, o pai da adolescente Nayra Gatti, Sebastian Ricardo Gatti, contou que a família percebeu o desaparecimento de Nayra na quinta-feira (9) e que fez buscas até o dia seguinte, quando a encontraram sem vida, em um mangue, com sinais de estrangulamento.


O pai da adolescente Nayra Gatti disse que esteve com a filha numa ida a um mercadinho, no final da tarde de quinta-feira (9). Na ocasião, além dos dois, outra filha de Sebastian, de 9 anos, também estava no local. Naquele momento, a comunidade já estava sem energia desde o dia anterior, resultado das fortes chuvas que atingiram a região. O abastecimento só foi normalizado na sexta-feira.

“Ela sumiu e eu pensei que ela tinha ido para casa. Quando voltamos para casa, estávamos sem luz, porque estava um temporal grande. Ela [Nayra] não estava e nós pensamos que ela estava na casa de uma família amiga. Com a chuva e a falta de luz, não poderíamos fazer buscas e decidimos esperar pela manhã, com a expectativa de que ela estava nessa casa da família amiga”, disse Sebastian.

Já no dia seguinte, Sebastian foi até a casa dessa família, mas não encontrou a filha. Chegou também a verificar se Nayra estava na casa de uma professora da ONG que costumava frequentar, mas não a localizou.

O pai de Nayra revelou que a filha recebia atendimento psicológico nessa ONG. Sem sucesso nas buscas, o pai da adolescente mobilizou pessoas conhecidas para tentar encontrar a filha.

“Aí que termina que acharam o corpo de minha filha, no mangue, a 150 metros da igreja”, lamenta Sebastian, que mora no local há três anos.

Sebastian trabalha fazendo serviços de jardinagem. Já sua filha Nayra, estudava na escola municipal da cidade.

O delegado regional Moisés Damasceno, afirmou ao UOL, que o caso ainda está em investigação e que não pode divulgar informações para não atrapalhar o trabalho da polícia. Sebastian contou que a declaração de óbito da filha indica que a morte seria por “asfixia, estrangulamento, sufocamento”.

“Eu estou esperando que a Justiça encontre o culpado. É uma pessoa que não pode ficar à solta”, lamentou o pai de Nayra.

“Eu acho que o caso está em boas mãos. Estou vendo a mobilização e estou agradecido pelo pessoal que está trabalhando no caso. Sei que a justiça está trabalhando e acho que vai ter resultado”, finalizou.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Regional.

Empresário é morto pelo próprio filho dentro de condomínio de luxo

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quarta-feira (4). Na tarde dessa terça-feira (3), em Valinhos, SP, um homem foi morto a tiros pelo próprio filho. Segundo a Polícia Militar, uma guarnição foi acionada por volta de 14h05 para atender uma ocorrência em que um adolescente de 14 anos havia efetuado disparo de arma de fogo após o empresário agredir a esposa.

Segundo a polícia, o crime aconteceu em um condomínio de alto luxo no bairro Joapiranga. O corpo do homem ficou caído na garagem do imóvel e após a chegada do resgate ficou constatado o óbito no local. De acordo com informações da EPTV, o empresário era muito conhecido por ser um colecionador de carros de luxo. Tinha atuação no mercado de comércio exterior e de som automotivo. Mas não é só isso…

A Polícia Militar apreendeu algumas armas no imóvel e a perícia foi acionada para analisar o local do crime. O caso foi registrado na Delegacia de Valinhos. O corpo do empresário foi retirado do local por volta das 19h e ainda não se tem informações sobre o velório e sepultamento do empresário.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.