Modelo Jéssica Brankka entra com ação judicial por ser chamada de ‘ex de Latino’

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta terça-feira (21). A modelo Jéssica Brankka e o cantor Latino estão oficialmente separados desde 2019, mas o relacionamento do casal ainda hoje tem gerado desentendimentos. De acordo com o colunista Leo Dias, Jéssica moveu uma ação judicial para não ser chamada de ‘ex-namorada do Latino’.

A modelo relatou na ação que o relacionamento com Latino foi “regado a brigas excessivas, ciúmes, inseguranças, dependência emocional e profissional da requerente em relação a Latino”. Jéssica ainda ressaltou o fato das lembranças do relacionamento gerarem desgaste emocional e esta ser a razão do desejo de ser desvinculada do cantor.

Entretanto, o juiz indeferiu a liminar solicitada pela modelo. Apesar de Jéssica querer muito o parecer favorável da justiça, a publicação da coluna trouxe o posicionamento de que a justiça analisou o pedido da modelo e iria na contramão em razão da necessidade de urgência para o processo, e portanto não deferiu a liminar.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.

Pai entra com ação judicial contra escola após professora cortar cabelo da filha de 7 anos sem ter autorização

Uma notícia segue repercutindo neste domingo (19). O pai de uma menina de 7 anos entrou com uma ação judicial contra uma escola após uma professora cortar o cabelo de sua filha sem autorização. O argumento alegado por Jimmy Hoffmeyer, foi de que os direitos constitucionais de sua filha não foram respeitados. A situação foi registrada em Michigan, nos Estados Unidos, com informações da AP News.

Hoffmeyer contou que em outro incidente acontecido em abril deste ano, a sua filha Jurnee voltou para casa com o cabelo cortado de um lado. Segundo a menina, uma colega havia usado uma tesoura para cortar o seu cabelo no ônibus.

Jimmy Hoffmeyer foi até a direção da escola para questionar a situação e levou a filha até um salão na sequência. Dois dias depois, Jurnee retornou para casa após a aula com o outro lado do cabelo cortado.“Ela estava chorando e com medo de ser punida por ter tido o cabelo cortado”, falou Jimmy Hoffmeyer à AP.

Segundo a menina, a sua professora disse que iria cortar o cabelo para igualar os lados. Inconformado, o pai da menina cobrou um posicionamento da escola e entrou com uma ação judicial nesta terça-feira (14), contra o distrito escolar da região, uma bibliotecária e uma assistente de professor, no valor de US$ 1 milhão.

O pai da menina ainda processa a escola por discriminação racial, intimidação étnica, imposição intencional de sofrimento emocional e agressão. A professora que cortou o cabelo de Jurnee e sua colega de sala são brancas. Segundo os autos do processo, o distrito escolar “falhou ao treinar, monitorar, direcionar, disciplinar e supervisionar propriamente seus funcionários, e sabia ou deveria saber que os funcionários tomariam essas atitudes devido ao treinamento impróprio e à falta de disciplina exigida”.

A direção da escola por meio do seu conselho de educação se manifestou em julho deste ano e disse que a funcionária que cortou o cabelo de Jurnee tinha “boas intenções”. Tiveram conhecimento da situação ocorrida com Jurnee outros dois funcionários e não comunicaram a direção. De acordo com o conselho de educação os funcionários se desculparam pelo que aconteceu.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Humorista Adnet move processo por danos morais contra Mário Frias após ser desmoralizado nas redes sociais

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (10). O ator e humorista Marcelo Adnet entrou na justiça pedindo reparação por danos morais contra Mário Frias, secretário Especial da Cultura. O humorista protocolou a ação no dia 3 de maio na 5ª Vara Cível da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e pede uma indenização no valor de R$ 80 mil.

A ação movida por Adnet foi motivada por uma postagem feita por Mário Frias em resposta a uma paródia do vídeo ‘Um Povo Heróico’ feita pelo humorista. A paródia feita por Adnet se baseou no vídeo original divulgado pelo governo federal próximo do dia 7 de setembro de 2020, marco comemorativo da Independência do Brasil. Mas não é só isso…

Na postagem feita por Mário Frias, o humorista foi duramente criticado pela paródia a qual o secretário classificou como de mau gosto.‘‘Agindo como se fosse um ser do bem, quando na verdade não passa de uma criatura imunda, cujo o adjetivo que devidamente o qualifica não é outro senão o de crápula. Um judas que não respeitou nem a própria esposa traindo a pobre coitada em público por pura vaidade e falta de caráter.’’

‘‘Um palhaço decadente que se vende por qualquer tostão, trocando uma amizade verdadeira, um amor ou sua história por um saquinho de dinheiro e uma bajulada no seu ego infantil e incapaz de encarar a vida e suas responsabilidades morais’’, comentou.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Após comparar enfermeira com Kid Bengala, Danilo Gentili é obrigado pela justiça a pagar 65 mil para a mulher

Uma notícia circulou nas redes nesta manhã de sábado (30) e chamou atenção. Um processo envolvendo o humorista e apresentador Danilo Gentili, de 41 anos, chegou ao fim. O processo circulou no STJ (Superior Tribunal de Justiça) e teve sua sentença aplicada e não pode ser mais recorrida. Além de Danilo, o comediante Marcelo Mansfield também foi condenado.

Tudo começou em 3 de outubro de 2013, quando a enfermeira ficou conhecida como a maior doadora de de leite humano do Brasil e foi alvo das piadas dos humoristas. Na ocasião, Danilo Gentili afirmou: “Em termos de doação de leite, ela está quase alcançando o Kid Bengala”. Na época ele apresentava o programa Agora É Tarde, da Band.

O humorista Marcelo Mansfield, que era colega de palco de Gentili, fez uma infeliz piada afirmando que aquilo não era uma “espanhola, mas uma América Latina inteira”, após ser mostrado uma foto da mulher fazendo doação de leite.

O advogado de defesa da enfermeira afirmou que o valor de quase R$ 65 mil aplicado ao apresentador “É um valor razoável”. “Chegar a esse valor já serve de lição para eles. Acho que já é uma batalha vencida. O humor é bom, mas tem limites.”, completou.

Da redação Acontecena Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.