Justiça decreta prisão preventiva da mãe que deixou os dois filhos gêmeos, de 9 meses, sozinhos em casa, resultando na morte de um deles

Uma notícia tem repercutido ainda nesta quinta-feira (6). Trata-se da prisão da mãe que saiu de casa e deixou os dois filhos, de 9 meses, sozinhos, resultando na morte de um deles.

A justiça decretou a prisão preventiva da mãe que deixou os dois filhos gêmeos, terminando com em tragédia. Segundo a delegada responsável pelas investigações, Dilamar Castro, a mulher deixou os filhos em casa para ir a uma festa na noite que o menino morreu, em Cidade Ocidental, no entorno do Distrito Federal. No celular dela, a polícia encontrou vídeos onde ela aparece no evento visivelmente embriagada ou sob efeitos de drogas.

Em entrevista à TV Anhanguera, a advogada de defesa da mãe afirmou que o caso se tratou de uma “fatalidade” e que vai provar que foi um acidente.

A criança foi encontrada sem vida na manhã da última segunda-feira (3). De acordo com a delegada, após apresentar duas versões diferentes, a mãe confessou que saiu de casa às 23h de domingo (2) e só retornou por volta de 11h do dia seguinte, quando encontrou um dos bebês já bastante roxo e sem respirar. Ainda de acordo com a delegada, ela cuidava dos filhos sozinha, pois o pai dos bebês se encontra preso na Unidade Prisional de Anápolis.

“Ela afirmou que havia saído para trabalhar para fazer a divulgação de uma festa, onde iria ganhar R$ 50. Nós fizemos a representação pela quebra do sigilo telefônico dela e, no celular, nós encontramos vídeos dela em uma festa na noite de domingo, no Jardim Ingá, em Luziânia, onde ela aparece visivelmente embriagada ou sob efeito de drogas”, contou.

O enterro do bebê aconteceu na manhã desta quinta-feira (6), em um cemitério da Cidade Ocidental. Já o irmão, que também estava na casa e foi encontrado com vida, está sob os cuidados dos avós paternos, segundo a delegada.

Após o interrogatório, a mulher foi autuada em flagrante por abandono de incapaz com resultado morte. A mãe está presa, até a tarde desta quinta-feira (6), no presídio feminino de Luziânia. Uma audiência de custódia, que vai decidir se ela ficará detida até o fim das investigações, está marcada para acontecer nesta tarde.

As investigações seguem com o objetivo de esclarecer o que de fato provocou a morte do menino e se ele era vítima de maus-tratos. “Já conseguimos ter acesso à câmera de um comércio que fica em frente à casa onde o bebê foi encontrado morto. Agora, queremos saber se alguém entrou nessa casa, quando realmente essa mãe saiu e quando voltou, além de entender o que de fato aconteceu com essa vítima”, explicou a investigadora.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Mãe é presa após deixar filhos sozinhos durante a noite e um acabar morrendo

Nesta terça-feira (4), uma notícia impactante tem repercutido nas mídias sociais. Isso, porque 2 bebês, de 9 meses, foram encontrados mortos após a mãe deixá-los sozinhos por cerca de 12 horas.

A polícia Civil prendeu uma mulher, que não teve a identidade revelada, depois que ela deixou os dois filhos gêmeos, de 9 meses, sozinhos em casa. Infelizmente, um deles acabou morrendo em Cidade Ocidental, no entorno do Distrito Federal. A polícia ainda é investiga se o menino era vítima de maus-tratos, já que no corpo dele havia sinais de lesões, aparentemente queimaduras.

Segundo a delegada Dilamar Castro, responsável pelas investigações, a mãe saiu de casa por volta das 22h30 do dia anterior e só retornou às 10h30 do dia seguinte, quando já encontrou um dos filhos bastante roxo e sem respirar.

“Quando ela chegou em casa e viu que o filho estava naquela situação, ela foi para a rua e pediu ajuda para uma pessoa, que foi quem chamou a Polícia Militar. Os policiais tentaram reanimar esse bebê, mas, como não conseguiram, levaram ele até o hospital da cidade”, contou a delegada.

A delegada relatou ainda, que na chegada dos militares ao hospital com a criança, a equipe médica constatou que ela já estava sem vida. Ainda na unidade de saúde, conforme a investigadora, a médica responsável pelo atendimento solicitou que o corpo fosse encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), já que havia lesões aparentes, principalmente no rosto do bebê.

“O que o perito concluiu até o momento é que tinham lesões superficiais no corpo desse bebê, algumas provocadas antes da morte, outras próximo da morte e depois da morte também. No entanto, segundo o laudo, a causa da morte pode ter sido um engasgamento, já que na traqueia do menino tinha uma substância pastosa e escura”, afirmou.

Ainda de acordo com a delegada, a polícia conseguiu apurar duas denúncias já registradas no Conselho Tutelar, de Cidade Ocidental, contra a mulher. A primeira, de outubro de 2020, por não registrar os nomes dos filhos. A segunda, em abril deste ano, por falta de alimentação e localidade suja na criação das crianças.

“Diante desses fatos, eu pedi que uma equipe fosse até a casa para averiguar a situação, e eles também encontraram um ambiente bastante sujo, onde tinha, inclusive, maconha e cocaína. Por isso, nós também queremos saber se ela traficava droga ou se era apenas usuária”, disse.

A mãe dos bebês foi autuada em flagrante por abandono de incapaz com resultado morte. Segundo a delegada, as investigações seguem com o abjetivo de esclarecer o que de fato provocou a morte do menino, e se ele era vítima de maus-tratos.

“Já conseguimos ter acesso à câmera de um comércio que fica em frente à casa onde o bebê foi encontrado morto. Agora, queremos saber se alguém entrou nessa casa, quando realmente essa mãe saiu e quando voltou, além de entender o que de fato aconteceu com essa vítima”, explicou a delegada.

O corpo do bebê foi encaminhado ao IML de Luziânia. A mãe está presa, até esta terça-feira (4), no presídio feminino da mesma cidade. Já o outro bebê, que também estava na casa e foi encontrado com vida, está sob os cuidados dos avós paternos, segundo a delegada.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Povo se revolta após criança de 4 anos ser encontrada trancada em casa sozinha e sem comida

Nesta sexta-feira (23), um caso triste chamou a atenção nas mídias sociais e revoltou o povo. Uma criança estava trancada em casa sozinho e sem comida.

Segundo o portal UOL, a criança, um menino de 4 anos, estava em cárcere privado, trancado na própria casa sem comida, água e luz, na cidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro. A criança foi encontrada após vizinhos acionarem o Conselho Tutelar.

A vítima conseguiu chamar atenção dos vizinhos batendo na porta desesperadamente enquanto chorava. Além do conselho Tutelar, também foram acionadas a Polícia Militar (PM) e a proprietária do imóvel, que estava alugado, para abrirem a porta.

Os vizinhos relataram que os responsáveis pela criança são usuários de drogas, e que essa não seria a primeira vez que deixavam o menino sozinho. Conforme o Conselho, a casa não possuía geladeira, fogão, cama água e nem comida.

De acordo com a publicação, o menino, que morava com o pai e a madrasta no imóvel há um mês, foi encaminhado para uma sede do Conselho e passou por exame de corpo de delito. Contudo, nenhum tipo de violência ou agressão física foi identificada. A mãe da criança é falecida.

Apesar dos maus tratos, a criança passa bem e está sob tutela de um parente próximo que foi localizado pelo Conselho. A partir de agora vai receber um acompanhamento com assistência social, psicológico e um auxílio médico.

A denúncia de abandono de incapaz e cárcere privado foi registrada na 93ª DP de Volta Redonda.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Social.