Homem fica 20 anos preso e é solto depois de gêmeo confessar a autoria

Imagine passar vinte anos preso por um crime que não cometeu? Foi isso que aconteceu com o Kevin Dugar. Em 2003 ele foi preso sob a acusação de matar e ferir membros de uma gangue rival e foi solto apenas na última sexta-feira (28).

Em 2016, o irmão gêmeo de Kevin, o Karl Smith, confessou ter sido ele o autor dos crimes. Pensando ser solto naquele ano, Kevin teve uma grande frustação. O juiz responsável pelo caso afirmou que a versão do gêmeo de Kevin não era verdadeira e rejeitou a possibilidade de recurso. Segundo ele, Karl estava apenas usando de sua condição para livrar o irmão.

A condição que o juiz afirma sobre o gêmeo é que em 2008 Karl foi preso por participar de um assalto e balear uma criança na cabeça. Com isso, ele cumpre 99 anos e o juiz acreditou que ele não tinha nada a perder e que, por isso, tentava inocentar o irmão.

Mas tudo mudou para Kevin quando seu caso parou em uma ONG que revisa casos de possíveis condenações de inocentes. Foi com um novo time de advogados que o caso dele entrou com recurso e foi revisado por um outro juiz.

O novo juiz julgou em favor de Kevin e determinou sua soltura.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.