Salvador: Após perder a mulher, morador de rua também não resiste ao ataque em sua cabana que foi incendiada

O caso envolvendo um casal morador de rua que teve a barraca onde vivia queimada teve um final muito triste e revoltante. Nesta segunda-feira (31), foi confirmada a morte do morador de rua Adilson Silva Santos, de 25 anos. Ele estava há quase duas semanas internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador.

No último dia 16, o casal dormia em sua barraca improvisada, que ficava armada ao lado do Forte São Diogo, Porto da Barra, em Salvador, na Bahia, construída com lonas e sombreiros. Um homem, de 39 anos, com várias passagens por arrombamento, furtos, roubos e tráficos de drogas, ateou fogo nos dois.

 

O casal foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levados para o Hospital Geral do Estado (HGE). Adilson, teve 90% do corpo queimado e a mulher, identificada como Ana Paula, também teve mais de 90% do corpo queimado. Os dois tiveram de ser entubado.

Ana Paula também não resistiu aos ferimentos e faleceu no último dia 19. O suspeito foi preso em flagrante no dia do crime e está a disposição da Justiça. A motivação do crime, segundo a polícia, seria vingança por causa de drogas.

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: