Solla faz visita surpresa a maternidade Tsylla Balbino para verificar frequência de profissionais

 

O secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, esteve na manhã desta quarta-feira (23) na maternidade Tsylla Balbino, na Baixa de Quintas, em Salvador, em visita surpresa ao local para verificar a frequência dos profissionais. Esta foi a terceira de uma série de vistorias a 52 unidades médicas de todo o estado. A primeira aconteceu entre os dias 11 e 13 de janeiro, no Hospital Manoel Vitorino, no bairro soteropolitano de Nazaré, onde foi verificado um percentual de 27% de profissionais ausentes – ou 76 dos 313 servidores. Entre 14 e 21 de janeiro, foi inspecionado o Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana. Foi constatado que 30% dos trabalhadores não foi à unidade (281 de 986). Ao considerar apenas o número de médicos, a situação foi ainda mais grave, com 50% de ausentes. Em entrevista ao Bahia Notícias, Solla anunciou a implantação de ponto eletrônico na Tsylla Balbino e outros estabelecimentos a partir do dia 1º de fevereiro. “No passado, os servidores eram mal remunerados e os profissionais não cumpriam a carga horária como resposta. Em 2007, a média de um plantonista recém-formado era de R$ 1,3 mil. Hoje, se inicia com R$ 5 mil. Agora, com a instalação dos pontos, a situação vai melhorar. O aspecto não é apenas punitivo, mas para ajudar também na montagem das escalas”, disse o titular. De acordo com o secretário, os procedimentos de inspeção são realizados há dois anos, mas antes os estabelecimentos eram avisados. Os dados referentes à visita desta quarta serão divulgados posteriormente.

Bahia Notícias.

Categoria(s): Regional.

Comente: