Sobrevivente de chacina em MT viu execução do marido e da filha de 12 anos

A sobrevivente da chacina ocorrida nesta terça-feira (21) em Sinop, distante 500 km de Cuiabá, Mato Grosso, Raquel Gomes de Almeida viu a filha e o marido serem assassinados. Na avaliação do delegado Bráulio Junqueira, encarregado do caso, Raquel não morreu no local “por pura sorte”.

Raquel é mãe de Larissa de Almeida Frazão, 12 anos, e esposa de Getúlio Rodrigues Frazão. Getúlio, é o homem que ganhou todas as partidas de sinuca da dupla criminosa Edgar Ricardo de Oliveira, 30, e Ezequias Souza Ribeiro, de 27 anos, no bar onde aconteceu a chacina.
Imagens da chacina mostram o momento em que Raquel não foge do local, apenas se abaixa. Os matadores não atiraram nela, mas, antes de irem embora, pegaram a bolsa da sobrevivente.

S-10 localizada
A Polícia Militar localizou a S-10 usada na fuga dos autores da chacina de sete pessoas no bar. Conforme o tenente Fernando Cunegundes, o veículo foi encontrado abandonado, em um terreno, no bairro Residencial Vila Verde. No motor da caminhonete a polícia encontrou espingarda calibre 12 utilizada na chacina e ainda munições calibres 12 e 40.

Fonte: MS em foco