Simões Filho: jovem é morto enquanto trabalhava e causa revolta entre a população

A família de Manoel Moreira da Anunciação Filho, de 23 anos, está inconformada com a tragédia da qual foi vítima. A execução de um ente querido em uma oficina de plotagem em Simões Filho, nessa segunda-feira (28), justamente no momento em que ele estava trabalhando.

Dois suspeitos chegaram em uma moto na oficina, localizada na Rua Valter Aragão de Souza, no Km-25, por volta das 12h, e segundo familiares dispararam sete vezes contra Manoel. O jovem morreu na hora atingido pelos disparos que acertaram a cabeça, a boca e o braço. Manoel da Anunciação, de 49 anos e pai da vítima, procura saber a razão do crime.

“Ele era um menino direito, que não tinha nada com o crime. Mas o tráfico queria que ele entrasse nessa vida ruim. Como ele não aceitou de jeito nenhum foram lá e mataram”, lamentou o pai, que trabalha como motorista e afirma que o filho é o terceiro a morrer na região pelo mesmo motivo.

O pai de Manoel afirma que o jovem nunca quis se envolver no mundo do crime. “Ele tem um filho de dois anos, uma esposa e nós também. Não queria ser do tráfico e os caras se revoltaram. Tá todo mundo muito abalado com a situação lá”, lamenta.

A morte do jovem abalou a família que procura forças para continuar. “Ver o filho ser executado assim de uma forma que a gente não faz nem com animal é muito chocante. E ele era bom filho, boa pessoa. Todo mundo gostava dele lá. É revoltante”, afirmou Manoel da Anunciação.

A Polícia Civil está investigando o caso. Informações preliminares apontam que Manoel foi surpreendido por dois suspeitos em uma moto. Um dos homens efetuou vários disparos e fugiu na sequência. Manoel chegou a ser socorrido por policiais militares e encaminhado para o Hospital Municipal de Simões Filho, mas não resistiu e veio a óbito.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Comente: