Sikêra Júnior é alvo de ação judicial e sofre boicote por declarações ao vivo

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (29). O movimento Sleeping Giants Brasil, responsável por pressionar marcas a cessarem patrocínios a empresas e apresentadores, por exemplo, tem como alvo agora o apresentador Sikêra Júnior. O apresentador foi visto nessa sexta-feira (25), fazendo declaração ao vivo que homossexuais eram ‘‘uma raça desgraçada’’.

A fala do apresentador Sikêra júnior gerou uma ação judicial movida pela Aliança Nacional LGBTI+ e veio às vésperas do Dia do Orgulho LGBTQIA+. Sikêra Júnior já havia dado esta declaração anteriormente e chamado os homossexuais de‘‘raça desgraçada’’. Mas não é só isso…

O apresentador fez um comentário em seu programa em 2020, e na ocasião usou a imagem da transexual Viviany Beleboni quando comentava sobre um crime praticado por um casal lésbico. Quando se referiu aos gays Sikêra citou ‘‘raça desgraçada’’ quando mostrou a modelo representando a crucificação na parada LGBT de 2019.

Sikêra Júnior foi condenado em primeira instância e o juiz da segunda instância o absolveu. A sociedade Civil se mobilizou e propôs a hastag #DesmobilizaSikera. A iniciativa tem como objetivo fazer pressão a marcas como Ultrafarma, Caixa e MRV além de outros patrocinadores, a retirarem o apoio ao programa apresentado por Sikêra Júnior, na Rede Record.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: