Serrinha: Acusado de tirar a vida da esposa grávida de nove meses é condenado a 43 anos de prisão

Foi condenado a 43 anos e 10 meses de prisão em regime fechado o homem acusado de matar a esposa grávida de nove meses em Serrinha, no ano de 2017. Adilson Prado Júnior foi condenado na última quinta-feira (07) e responderá por homicídio qualificado, com agravante do feminicídio, e por aborto.

A vítima, Daiane dos Reis, estava se preparando para dar a luz ao segundo filho. Um dia antes do parto, Adilson a atraiu para a zona rural de Serrinha com a desculpa de que lhe mostraria um terreno que pretendia comprar. No local, ele atirou na nuca da mulher.

Daiane ficou desaparecida por um dia e seu corpo foi encontrado por ciclistas, que acionaram a policia. Próximo ao corpo dela, estava um projétil de revólver calibre ponto 32. Câmeras de segurança de propriedades próximas ao local registrou o momento que o carro do pai de Daiane seguia para o local. Naquele dia, Adilson pegou o carro do sogro emprestado.

O homem chegou a ajudar nas buscas e prestou queixa na delegacia de Serrinha, mas ao ser pressionado pelos investigadores acabou confessando o crime.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: