Senado fará devolução simbólica de mandatos a senadores cassados pela ditadura

Após a Câmara Federal fazer a devolução simbólica de mandatos a deputados cassados no período da ditadura, o Senado fará a sua cerimônia com o mesmo propósito e oito senadores que perderam os cargos entre 1964 e 85 serão “reconduzidos” aos postos, segundo requerimento aprovado no plenário da Casa nesta terça-feira (11). Os ex-parlamentares que terão seus diplomas entregues a suas famílias são Aarão Steinbruch (1917-1992), pelo Rio de Janeiro, Arthur Virgílio Filho (1921-1987), pelo Amazonas, João Abraão Sobrinho (1907-1993), por Goiás, Juscelino Kubitschek (1902-1976), por Goiás, Mário de Sousa Martins (1913-1994), pelo Rio de Janeiro, Pedro Ludovico Teixeira (1891-1979), por Goiás, e Wilson de Queirós Campos (1924-2001), por Pernambuco. Marcello Alencar, que era senador pelo Rio de Janeiro, é o único vivo entre os homenageados. A data da sessão especial requerida por José Sarney (PMDB-AP) ainda não foi marcada pelo Senado.

Fonte: Bahia Notícias

Categoria(s): Nacional.

Comente: