Sem previsão de alta, equipe médica decide retirar sonda de Bolsonaro e relata que ele apresentou “boa aceitação” a nova dieta líquida

Os médicos decidiram retirar o acesso. Contudo, ainda não há previsão exata para uma alta

A equipe médica resolveu retirar a sonda nasogástrica do presidente Jair Bolsonaro. Essa sonda é um tubo utilizado para alimentar o paciente através de um acesso pela narina. Entretanto, ainda é cedo para estipular uma previsão de alta para o chefe do Executivo. O boletim do médico-cirurgião Antônio Luiz Macedo afirmou o seguinte:

“O Hospital Vila Nova Star informa que o Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, evoluiu com boa aceitação da dieta líquida ofertada durante o dia, o que motivou a retirada da sonda nasogástrica. O trato digestivo do paciente mostra sinais de recuperação. No momento, não há previsão de alta.”

Bolsonaro foi internado com um quadro de soboclusão intestinal, que é similar a uma obstrução no intestino. Nas redes sociais, algumas pessoas pontuaram que o período de férias do presidente pode ter agravado a situação, já que poderia ter ocorrido uma possível flexibilização na dieta dele.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: