Secretário de Saúde afirma que a Bahia passa por segunda onda de infecção e que o estado atual é mais alarmante que no auge da pandemia

Segundo o secretário de Saúde Fábio Vilas-Boas, a Bahia está passando por uma nova crescente dos casos de covid-19. De acordo com o secretário o estado passa por uma segunda onda de contaminação, que é ainda pior que os meses de pico da doença, em junho e junho, em que o estado alcançou o pico em números de casos.

Vilas-Boas disse em entrevista para TV Bahia: “Nós já estamos completando três semanas sucessivas de crescimento continuo. É possível falar de uma segunda onda e num cenário mais grave do que tivemos no pico da pandemia, o que equivale ao mês de junho de 2020. Naquela época nos tínhamos um revezamento de surtos, na capital e no interior. Nesse momento nós temos um surto geral, um aumento geral em todas as regiões da Bahia, com taxa de internação muito superiores do que tivemos no início do ano”

O crescimento do número de casos no mês de novembro pode estar relacionado com as aglomerações ocorridas no período de eleição. Ademais, a flexibilização nos cuidados individuais como a utilização de máscaras e o distanciamento social também tem participação na culpa.

Ontem (2), a Sesab emitiu um boletim que demonstrava que 3.228 casos de Covid-19 foram registrados nas últimas 24 horas. Assim, o numero de pessoas com a doença ativa na Bahia é de 11.771, a maior marca nos últimos 3 meses. Além disso, 71% das Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão atualmente ocupadas no estado.

Da redação Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: