Se aprovado para Banco Mundial, Weintraub ficará com salário 400% maior

Na última sexta-feira (19), o Banco Mundial (BM) confirmou o recebimento da indicação de Abraham Weintraub, ex-ministro da Educação demitido na sexta, para um cargo de diretor-executivo do conselho administrativo.

Weintraub já esta em Washington, nos EUA, segundo informações divulgadas pelo seu irmão. Para conseguir o cargo é preciso a aprovação de outros países, sua remuneração será cerca de US$ 21,5 mil mensais (cerca de R$ 115,9 mil). Como ministro, ele recebia R$ 31 mil.

“Com isso (ida para o Banco Mundial), eu, minha esposa, nossos filhos e até nossa cachorrinha vamos poder ter a segurança que hoje está me deixando muito preocupado”, disse ele nas redes sociais.

Colômbia, Filipinas, Equador, República Dominicana, Haiti, Panamá, Suriname e Trinidad e Tobago precisam aprovar por unanimidade a candidatura do ex-ministro.

Categoria(s): Politica.

Comente: