Salvador: prefeitura nega a distribuição de lotes vencidos de vacinas contra a covid-19; a capital baiana recebeu lote impróprio para uso enviado pelo Ministério da Saúde

Uma notícia tem sido destaque em todos os jornais nesta segunda-feira (26). A prefeitura de Salvador por meio da Secretaria Municipal de Saúde, comunicou neste domingo (25), que a população não foi imunizada com as vacinas contra a covid 19 enviadas pelo Ministério da Saúde com o prazo de validade expirado. A SMS confirmou ainda que recebeu  “remessas do lote 4120Z005 nos meses de fevereiro e março e 100% dos mesmos foram utilizados dentro do prazo de validade”.

“Na logística de distribuição utilizamos (aplicamos) primeiramente os imunizantes que estavam com prazo de validade a vencer”, afirma o comunicado.

O portal Metrópoles divulgou informações nesse sábado (24) que afirmam que o Ministério da Saúde enviou três lotes de vacinas da farmacêutica AstraZeneca de número 4120Z001, 4120Z004 e 4120Z005 com prazo de validade expirado. De acordo com informações até 160 cidades em 23 estados receberam estes lotes. As informações apontam que as cidades baianas de Salvador e Pedro Alexandre receberam estas vacinas.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Comente: