Saiba quem é a mulher que cortou o órgão sexual do marido e deu descarga

A cozinheira Daiane dos Santos Farias, de 34 anos, encontra-se detida desde que descobriu a traição do marido e optou por usar uma navalha para cortar seu órgão genital. O incidente ocorreu na semana passada em Atibaia, no interior paulista.

Mãe de dois filhos, de 8 e 18 anos, Daiane compareceu à delegacia da cidade na madrugada da última sexta-feira (22/12), imediatamente após cometer o ato. “Boa noite, moço. Eu vim me apresentar, porque eu acabei de cortar o pênis do meu marido”, declarou ela no balcão de atendimento.

A cozinheira alegou aos policiais ter descoberto a traição de seu marido, um homem de 39 anos, com sua sobrinha de 15 anos. Segundo seu relato, a infidelidade teria ocorrido no dia 12 de dezembro, durante o aniversário da cozinheira. Para respaldar sua versão, a defesa apresentou prints de mensagens trocadas entre o homem e a sobrinha, incluindo fotos explícitas.

Em seu depoimento, Daiane confessou que ficou “muito irritada” e admitiu ter premeditado o crime. Segundo ela, após aguardar o marido retornar para casa e deitar na cama, iniciou uma relação sexual com o intuito de excitá-lo. O homem teve as mãos amarradas por uma calcinha antes de Daiane cortar seu pênis, tirar uma foto e descartar o órgão no vaso sanitário, dando descarga para evitar o reimplante.

Daiane informou aos policiais que já possuía a navalha em casa devido ao seu trabalho secundário com maquiagem e sobrancelhas, com uma renda mensal de R$ 1,9 mil. Ela foi detida temporariamente por suspeita de tentativa de homicídio, mas o pedido de habeas corpus para considerar o crime como “lesão corporal grave” foi recusado.

Em uma entrevista, o homem que teve o pênis cortado afirmou perdoar o ataque de fúria e pretende colocar uma prótese. Ele relatou que foi atraído para casa com a promessa de uma noite de amor e descreveu os momentos do incidente, destacando a rápida e chocante natureza do evento. Atualmente, ele se recupera em casa e considera a agressão como “uma tragédia”, afirmando que Daiane está pagando por suas ações.

Da redação do Acontece na Bahia