Rui Costa prevê dobro de mortes em caso de reabertura do comércio: ‘Nós sabemos o que vai acontecer’

Nesta quinta-feira (2), Rui Costa se emocionou durante a cerimônia simbólica de hasteamento da bandeira da Bahia por causa da pressão para a reabertura de serviços e atividades comerciais. O fechamento do comércio não essencial foi uma medida tomada devido à pandemia do novo coronavírus.

Nesse caso, o governador da Bahia disse que, caso ocorra a reabertura sem obedecimento de critérios científicos, é possível que as mortes dupliquem no estado. “Há um limite aceitável para essas pessoas de número de mortes que podemos aceitar para abrir tudo de qualquer jeito, dizendo apenas que vão tomar cuidados. É aceitável 1.500 mortes por mês? É porque não tá aberto. Se abrir, vão ser 3.000 por mês? Vamos compartilhar essa decisão com a sociedade. Fica parecendo que aqui tem autoridades que decidem sozinhas. O que a sociedade baiana quer? Quer admitir 3.000 mortes por mês? Vai dobrar. Uma semana depois que a gente abrir, vai dobrar”, questiona.

O governador pediu a compreensão de todos para que as decisões tomadas sejam certas. “Ninguém pode dizer que não sabia o que ia acontecer. Nós sabemos o que vai acontecer. Espero que a gente possa refletir para tomar as decisões acertadas e que Deus nos abençoe”, esclarece o governador.

Na Bahia, foram registradas 76.485 casos de Covid-19, sendo 1.902 óbitos, desde o começo da pandemia. 50.924 já se recuperaram da doença.

Categoria(s): Politica.

Comente: