Revoltado, pastor do Acelera pra Cristo chama Bolsonaro de “frouxo” “traidor” e “covarde”

Em um vídeo com tom de revolta, o empresário e pastor Jackson Vilar, um dos organizadores da motociata Acelera para Cristo em São Paulo, mostrou-se indignado com o presidente Bolsonaro. Isso porque, segundo ele, Bolsonaro é um “frouxo”, “covarde e “louco”, além de traidor, deixando de apoiar os “os motociclistas e os caminheiros”, que estava defendendo ele.

“Jogou sua liberdade fora para defender o país, um presidente ao qual traiu a classe do Zé Trovão, os caminhoneiros, grava um vídeo mandando recuar”. “Agora te digo: eu não acredito em Bolsonaro mais. Pode me chamar de traidor, do que quiser, canalha”, disse.

Jackson também fez um pedido à Alexandre de Moraes, ministro do STF. “Alexandre de Moraes, solte todos os que foram enganados por Bolsonaro, por esse traidor que quer andar de helicóptero do Exército, quer ver gente aplaudindo. Vou queimar minha camisa com nome Bolsonaro. Você não merece respeito, Bolsonaro. Você traiu os motociclistas, os caminhoneiros, seu povo. Porque você é um frouxo, covarde. É isso que você é”, continuou.

Vilar também defendeu o Zé Trovão, líder do movimentos dos caminhoneiros nesses dias de paralisação e que está foragido no México. “Ele foi enganado por Bolsonaro, como eu fui. Arriscou sua vida e sua liberdade. Merece respeito. Tem que ser honrado, não pode ser jogado numa cadeira como criminoso, e tantos outros que acreditaram num frouxo desse, num louco desse”, disse.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

 

 

Categoria(s): Destaque.

Comente: