Revoltado, pai invade aula e bate em professor acusado contra a filha dele: “Ele pegou e falou assim: se eu não fosse casado”

Depois de ter a filha assediada por um professor de matemática em uma escola pública de Cosmópolis, no interior de São Paulo, um pai invadiu a sala de aula e espancou o professor.

A adolescente tem 14 anos e contou ao pai por meio de áudios a importunação sexual que sofreu: “Ele pegou e falou assim: se eu não fosse casado, eu ‘coisaria’ com você. Aí, eu fingi que não tinha ouvido. aí, ele pegou e falou de novo”. Mas não termina aí

Ainda segundo a jovem, o professor pegou uma foto dele e colocou um filtro onde ele aparecia como se fosse mulher e perguntou: “Olha como eu fico lindo. Você me pegaria se eu fosse assim?”.

Além disso, ela revela que não foi a única a sofrer o assédio: “Eu presenciei várias vezes ele passando a mão na cintura da minha melhor amiga. Ele ficou assim passando a mão na perna da minha colega de classe. Ele passava a mão nas meninas, ele bateu na bunda de uma menina da minha escola com um caderno”.

Vídeos gravados revelam as agressões. O pai agrediu o professor com socos, murros e joelhadas. Ele responderá por crime de lesão corporal. O pai ainda relatou:

“A minha esposa me ligou desesperada também dizendo que a minha filha estava com problema na escola. Quando eu cheguei na sala a atitude de pai veio à flor da pele e vias de fato. É lógico que foi uma atitude errada da minha parte de agredir”, afirmou o pai.

O professor negou as acusações e a Secretaria Estadual da Educação informou que repudia qualquer forma de assédio e agressão dentro do ambiente escolar, além de apurar o caso e oferecer assistência psicológica à aluna.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: