Relatório britânico divulga detalhes de abuso sexual que aconteciam há décadas.

A Polícia britânica indentificou num relatório uma horrível sequência de ações de quase seis décadas de acusações de abuso sexual de crianças a partir dos 8 anos de idade, pelo apresentador de TV Jimmy  Savile. Os promotores admitiram pela primeira vez que poderia ter trazido Savile a julgamento antes da sua morte em 2011,  mas não conseguiram fazê-lo.

A representação de um comamdante de polícia chamado de Peter Spindler é a mais nova  éça de acusação do horrível escândalo que mergunhou numa crise  a British Broadcasting Corporations, que foi a empresa onde trabalhou  há muito tempo  Savile. E levantou questões sobre a segurança de crianças em locais que deveriam ser seguros. Savile é descrito pelo policial como  “Predatório e oportunista”.

No processo a imagem pública de Savile foi transformada.  Antes era visto com um tesouro nacioal, com compromissos de ajuda em caridade com as crianças, em que chegou até ser condecorado pelo papa João Paulo II e Rainha Elizabeth II. Savile é  reponsabilizado por uma das mais extensas listas de abusos cometidos contra crianças no Reino Unido.

Fonte: New York Times.

Categoria(s): Internacional.

Comente: