Rejeição de projeto de lei em Crisópolis cria revolta nas redes sociais.

 

A rejeição de um Projeto de Lei pela maioria dos edis da Câmara Municipal de Crisópolis, no nordeste baiano, causou a revolta de um cidadão que se manifestou nas redes sociais. O mesmo indignado com a reprovação do projeto, que segundo ele, era favorável a implementação e monitoramento de atividade física por profissional de Educação Física no âmbito das escolas do município.

João Argolo, o autor da postagem, escreveu no facebook : “Projeto de lei que institui a necessidade da atividade física- recreativa especializada, mediante intermédio do profissional de Educação Física devidamente registrado em seu conselho de classe para crianças do primeiro ao quinto ano de acordo com art. 177 parágrafo 3 e 4 da Lei Orgânica do Município. É incrível que a maioria dos vereadores tem filhos na idade escolar que se beneficiariam deste projeto,no entanto votaram contra. Este projeto foi bem elaborado pelo vereador Francisco Matos, obteve apenas 03 votos dos vereadores Natan Argolo, Mércia e próprio Francisco Matos. ‘ISTO É UMA VERGONHA”

A postagem surtiu efeito imediato e através de inúmeros compartilhamentos várias pessoas de outras regiões do estado leram a informação e ficaram indignadas.

Da Redação.

Categoria(s): Regional.

Comente: