Rede Globo é processada por mulher que acusa emissora de “causar pânico” durante a pandemia

Desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que a Covid-19 tornou se uma pandemia os folhetins da Rede Globo passaram a divulgar todos os dias dados acerca do tema e volta e meia divide opiniões pela forma abordada no programa.

Na última segunda-feira, de acordo com o site Notícias da TV, uma mulher do interior do Rio de Janeiro, com identidade preservada, resolveu entrar om uma liminar contra o canal, afirmando que os telejornais estão “causando pânico” na população brasileira.

Ela solicita que o canal mude a forma de divulgar os números sobre o novo coronavírus. Além disso, ela disse que a forma em que o número de casos e mortes são divulgados passa a a impressão que está cada vez maior, assim, gerando pânico.

“Ora, a forma de divulgação dos dados pela ré não possui qualquer interferência na liberação ou não das atividades econômicas interrompidas em razão da pandemia, uma vez que o afrouxamento das medidas de isolamento social constitui opção técnica/política do Poder Público”, disse a juíza responsável por julgar o caso.

Categoria(s): Nacional.

Comente: