Rachel Sheherazade manda direta e desafia Bolsonaro: “Se gritar, vai ouvir”

Um caso complicado gerou discussões nesta sexta-feira (25). Trata-se de uma jornalista de opinião forte e do presidente da república.

As informações são do portal Catraca Livre: Rachel Sheherazade usou seu perfil no Twitter para criticar o novo ataque de Bolsonaro a jornalistas, desta vez, em Sorocaba, no interior de São Paulo.

Após a crítica, ela chamou Bolsonaro para uma conversa e frisou: “Se gritar comigo, vai ouvir”.

“É doentia a forma como Jair Bolsonaro trata mulheres jornalistas. Isso me soa à MISOGINIA, ou seja: ódio ou aversão a mulheres. Convido o presidente a conversar comigo sobre esse e outros assuntos. E aí, presidente, topa? Só um porém: Se gritar comigo vai ouvir”, afirmou Rachel Sheherazade.

Nesta sexta0, Bolsonaro gritou com a repórter Adriana de Luca, da CNN Brasil, após ser questionado sobre o atraso da compra de vacinas e sobre as denúncias de irregularidades no contrato de compra da Covaxin. O presidente se exaltou, foi grosseiro com a jornalista, não respondeu a pergunta e disse que a imprensa faz “perguntas idiotas” e “ridículas”.

Com textos e informações do portal Catraca Livre

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Comente: