Quem era Lelly Gabriele: Jovem que gravou sua própria morte em Goiás

Quem era Lelly Gabriele: Jovem que gravou sua própria morte em Goiás

Lelly Gabriele Alves, de 23 anos, foi morta a tiros perpetrado por seu próprio namorado no último sábado (4/11), em Jataí, no sudoeste goiano.

O caso chocante ganhou destaque nacional, não apenas pelo assassinato da jovem, mas também pelo fato de que ela registrou o exato momento em que foi atingida pelos disparos.

Para mais informações acesse nosso canal no WhatsApp!

O autor do crime, Diego Fonseca Borges, de 27 anos, inicialmente mentiu para a Polícia Militar sobre os eventos, mas o vídeo da morte da jovem foi encontrado em seu celular, levando à prisão do suspeito.

Lelly Gabriele já havia sido alvo de ameaças anteriores por parte de seu namorado. Uma amiga da vítima compartilhou capturas de tela de mensagens que alertavam Lelly sobre as ameaças. “Se ele te ameaçar e triscar em você de novo, faz medida protetiva. É assim que a maioria dos feminicídios acontece”, disse a amiga.

A conversa aconteceu aproximadamente um mês antes do trágico incidente, quando Diego e Lelly estavam separados. Na ocasião, Diego foi atrás dela em uma festa e, ao ser impedido de entrar, ficou extremamente agressivo. Posteriormente, ele invadiu a casa da mãe de Lelly enquanto ela estava no banho. A amiga também revelou que Lelly já apareceu com ferimentos graves devido à violência do namorado.

Através das redes sociais, a amiga prestou homenagens a Lelly, descrevendo-a como um “exemplo de força e determinação”.

Após atirar em Lelly, Diego a levou ao hospital e inventou uma história para a Polícia Militar, afirmando que o casal havia sido atacado por uma dupla em uma motocicleta, e que a jovem foi baleada pelo carona do veículo. No entanto, o vídeo do momento do crime foi encontrado no celular da vítima. As imagens mostram o casal em uma conversa descontraída, até que Diego aponta a arma para Lelly e dispara, fazendo-a cair no chão.

Ielly foi atingida no tórax e, embora tenha sido levada ao hospital pelo namorado, não resistiu aos ferimentos e faleceu. Seu corpo foi velado e sepultado no domingo (5/11), em Jataí.

A Polícia Civil de Goiás não divulgou detalhes sobre o depoimento de Diego, que está sob custódia. A arma do crime, uma pistola calibre 380, foi encontrada próximo ao local onde o carro de Diego estava estacionado.