Procuradoria pede ressarcimento de gastos com novas eleições em cidades baianas

O procurador Regional Eleitoral Sidney Madruga encaminhou ofício à Procuradoria Geral da União (AGU) na Bahia para solicitar medidas cabíveis para a recuperação dos valores gastos com os prejuízos decorrentes das eleições suplementares nos municípios baianos de Camamu e Muquém de São Francisco. Um acordo de cooperação técnica entre o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a AGU estabelece a atuação conjunta entre os dois órgãos para possibilitar que os valores gastos com a realização de eleições suplementares sejam ressarcidos ao patrimônio da União. A partir da parceria, as informações encaminhadas pelo TSE possibilitarão à CGU a cobrança dos devidos ressarcimentos por meio de ações judiciais ou, ainda, medidas extrajudiciais. Os eleitores de Muquém de São Francisco foram às urnas no dia 7 de abril para escolher o prefeito da cidade, pois o candidato que venceu o pleito no ano passado, Márcio Mariano (PP), teve o registro de candidatura indeferido por não apresentar a certidão de 2º grau da Justiça Eleitoral. Em nova decisão da Justiça eleitoral, Mariano acabou com o registro deferido e foi eleito. Em Camamu, o candidato que venceu as eleições em 2012, Américo José da Silva, também teve o registro de candidatura indeferido pelo TRE e forçou a realização de novas eleições na cidade, em 3 de março. Com 30% de abstenção nas urnas, Emiliana de Zequinha (PP) foi eleita.

Fonte: Bahia Notíicias.

Categoria(s): Regional.

Comente: