Primeira-dama da PB, ex-Miss Bahia, é alvo de auditoria do TCE

 

A primeira-dama da Paraíba, apresentadora de TV e Miss Bahia em 2008, Pâmela Bório, é alvo de uma auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) sobre os gastos que realizou na residência oficial do governo, a Granja Santana. Ela é suspeita de comprar produtos de cama e banho, além de acessórios para um quarto de bebê sem licitação. De acordo com reportagem da revista Istoé, Pâmela comprou uma quantidade anormal de farinha láctea: 460 latas em menos de 30 dias. Somente no ramo dos gêneros alimentícios, a Miss Bahia tem gasto uma quantidade relevante de dinheiro público em itens como carne bovina (17,4 toneladas em seis meses), lagosta (60kg), carneiro sem osso (50kg), camarão (136kg) e siri (58 kg). Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, a Casa Civil gastou R$ 326,2 mil com alimentos e mais R$481,2 mil no fornecimento de refeições. A justificativa para os gastos é a de que são servidas diariamente 120 refeições na residência oficial, inclusive para funcionários. De acordo com o chefe da Casa Civil, Lúcio Valadares, as compras não são ilegais. “Tudo do relatório nós compramos. Chama a atenção, mas está dentro da lei. Não há como não ter despesas com a primeira-dama, que não tem cartão corporativo”, afirmou em entrevista à Folha. E Pâmela não chama atenção somente por seus gastos duvidosos como primeira-dama da Paraíba. A jovem de 29 anos, que é jornalista formada pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), já publicou fotos nas redes sociais de um novo jogo de lingeries. “Presente para mim, mas quem curte é o maridão”, disse Pâmela à época da publicação, referindo-se a Ricardo Coutinho, do PSB. Com informações do Correio.

Categoria(s): Nacional.

Comente: