Presidente Bolsonaro manda recado para prefeitos: “Auxílio Emergencial vai ser rediscutido”

O presidente Jair Messias Bolsonaro voltou a chamar a atenção nesta quarta-feira (10). Dessa vez, o líder do executivo mandou um recado aos prefeitos e comentou sobre o auxílio emergencial.

Em uma reunião nesta quarta com o Ministro da Educação, Milton Ribeiro, e prefeitos de algumas cidades, Bolsonaro afirmou que o auxílio será rediscutido. Aos prefeitos, Bolsonaro disse:

“Eu sempre disse que tínhamos dois problemas: o vírus e o desemprego. A arrecadação esteve praticamente equivalente no município, tendo em vista o auxílio emergencial, que volta a ser rediscutido. E é o que eu falo: não é dinheiro que eu tenho no cofre, é endividamento. Isso é terrível também. A economia tem que pegar. Temos que voltar a trabalhar.”

Uma das propostas pretendidas pela equipe econômica é o pagamento de três parcelas de R$ 200,00 apenas a trabalhadores informais que não recebem bolsa família.

Bolsonaro completa:

“Cada um tem o seu pensamento sobre como deve ser tratada a pandemia. E a decisão das medidas na ponta da linha é dos governadores e prefeitos. O presidente foi deixado de lado em grande parte das suas atribuições, a não ser mandar recursos e meios, o que nós fizemos. Se for preciso, nesse ano, a gente vai continuar com esse atendimento a vocês.”

Por fim, Bolsonaro diz:

“Vamos ter que conviver com esse vírus, não adianta falar que passando o tempo vai resolver. Estão vendo que não vai. Novas cepas estão aparecendo. Agora, o efeito colateral do tratamento inadequado mata mais gente do que o vírus em si.”

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: