Prefeito de Itajaí recomenda aplicação de ozônio pelo ânus como tratamento para Covid-19

O prefeito de Itajaí, em Santa Catarina, Volnei Morastoni (MDB), sugeriu que a cidade começasse a aplicar ozônio pelo ânus em pacientes com diagnóstico positivo para a Covid-19 como forma de tratamento para a doença.

A técnica não tem eficácia comprovada contra o coronavírus e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), ainda não há qualquer tratamento que tenha eficácia científica comprovada.

Durante transmissão ao vivo no Facebook, nesta segunda-feira (3), Morastoni afirmou que inscreveu o município na Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), vinculada ao Ministério da Saúde, para integrar um protocolo de pequisa sobre o uso do ozônio no combate à Covid-19 e ter acesso a um ambulatório, aparelhos e kits necessários para a aplicação.

“Além da ivermectina, da azitromicina, da cânfora, nós também vamos oferecer o ozônio. É uma aplicação simples, rápida, de dois, três minutinhos por dia. Provavelmente, vai ser uma aplicação por via retal, que é uma aplicação tranquilíssima, rapidíssima, com um cateter fininho e isso dá um resultado excelente. Nós vamos em breve estar implantando isso também, e aí a pessoa tem que fazer durante dez dias seguidos, são dez sessões de ozônio”, diz o prefeito.

Categoria(s): Politica.

Comente: