Search
Close this search box.

“Pouco me lixando”, diz mãe presa após desligar sonda do filho de 3 anos

É chocante a insensibilidade demonstrada por uma mãe presa, acusada de maus-tratos contra seu próprio filho de apenas 3 anos. Nesta segunda-feira (6), o país foi surpreendido por essa triste notícia, deixando a todos perplexos diante de tamanha crueldade apresentada.

“Você tirou o oxigênio da criança, mesmo o médico falando que ele tinha que ficar no oxigênio?”, questionou uma policial à mulher presa por maus-tratos contra o filho, de 3 anos. “Tirei. Eu tô pouco me lixando para p*rra de médico”, disse a mulher.

O incidente ocorreu em uma residência no Setor Serra Dourada, em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital goiana, após uma denúncia de venda de drogas. No local, os agentes apreenderam 34 porções de crack e 26 de cocaína.

Entretanto, ao adentrarem na casa, os policiais encontraram a criança inconsciente sobre o sofá. O menino, que depende de alimentação por sonda e oxigênio devido à paralisia cerebral, teve seus cuidados vitais negligenciados pela mãe, que desconectou os aparelhos do filho.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), esta não foi a primeira vez que a mulher agiu dessa forma. Em novembro passado, ela foi autuada pelo mesmo crime, mas o Juizado da Infância decidiu pela continuidade da guarda. Familiares relatam que a mãe recebeu uma casa da prefeitura, mas a utilizou para o tráfico de drogas.

O Conselho Tutelar e o Serviço de Acolhimento Familiar (SAF) foram acionados e assumiram a guarda dos irmãos da criança, que foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para receber os cuidados médicos necessários.

A mãe e outro usuário de drogas foram detidos e conduzidos à Central de Flagrantes de Aparecida de Goiânia. A mulher enfrentará acusações por tráfico de drogas, maus-tratos contra vulnerável e crimes contra o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Foto: Reprodução

Da redação do Acontece na Bahia