Destaques :

Justiça decreta prisão de médico suspeito de abusar de mulheres e filmar os crimes no Ceará

Brasileiro é condenado à prisão perpétua no Reino Unido por matar ex-companheira

Internado, Agnaldo Timóteo perde 25 quilos: “Vocês vão tomar um susto”

‘Pistoleiro’ pega mais de 18 anos de prisão; réu foi contratado por irmão da vítima

Homem esmaga rosto de mulher a pedradas após ela se negar a fazer sexo

Homem procurado pela polícia suspeito de estuprar e matar cadela

Lei obriga alunos de escolas municipais a cantarem o Hino Nacional

Três tias estão envolvidas em assassinato de sobrinha, diz PC

Menina submetida a cirurgia cardíaca é retirada de lixão no Sertão

Mãe passa mal ao ver acusado de matar filha em julgamento

Ex-galã de Malhação vira motorista de Uber no Rio de Janeiro

Justiça decreta prisão de prefeito afastado de Uruburetama, acusado de abusar sexualmente de pacientes

Homem é preso em Pirajá após agredir constantemente a própria mãe, de 60 anos

Frota se diz desiludido com Bolsonaro: “Minha maior decepção”

Melhor prefeito do Brasil ganha R$ 7 mil e vai palestrar em Harvard com recursos próprios

Crise de sinusite faz cabeça de homem ficar quatro vezes maior

Redemoinho suga jovem em rio

Consultor de Trânsito faz duras críticas ao trecho da BA – 131, que liga a BR-324 à BR-407 na região de Pindobaçú

Ivete Sangalo embarca em lua de mel e diz: ‘Lugar bom de fazer mais menino’

QUE FOGO! Casal cai do 9º andar enquanto faziam sexo na varanda do apartamento

sexta, 19 de julho de 2019

Regional

Polícia prende casal de amantes suspeito de encomendar morte de marido por R$ 50

Uma mulher e um homem, que seriam amantes, foram presos por suspeita de matar o marido dela, em Belo Horizonte. De acordo com a polícia, a mulher é suspeita de ser a mandante do crime e teria pago R$ 50 de transporte para os executores.

As prisões foram no dia 2 de julho, no mesmo dia que Joaniz Divino de Almeida, de 32 anos, foi morto em casa, na Região do Barreiro.

Segundo a delegada Bianca Mondaini, Luciane Araújo Silva, de 37 anos, era casada com Joaniz e combinou o crime com Samuel Felipe da Paixão, de 18 anos, com quem tinha um relacionamento há cerca de seis meses. A Samuel, Luciane dizia que era constantemente agredida pelo marido.

A motivação para Luciane ser mandante do crime, ainda de acordo com a delegada, era um seguro de vida de R$ 30 mil e uma casa em fase final de construção em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O imóvel foi avaliado em R$ 300 mil.

Para a execução, Samuel teria chamado uns conhecidos dele na Pedreira Prado Lopes, uma favela na Região Noroeste de Belo Horizonte, porque ele não teria coragem de matar.

No dia do crime, ainda de acordo com o que Luciane contou à polícia, a casa onde Luciane morava com Joaniz foi invadida por criminosos que a ameaçaram e a obrigaram a sair do imóvel, por volta das 11h.

(Fonte: Itamaraju notícias)

O que achou desta notícia ?