Polícia identifica carro e suspeito no caso Lara; Menina perdeu a vida ao sair para comprar refrigerante

O principal suspeito de matar a menina Lara, de 12 anos, teve a prisão temporária decretada pela Polícia Civil de São Paulo. “A pessoa demonstrou o viés de se apresentar [à polícia]. Depois mostrou um comportamento mais fechado. […] Não quis mais contato”, relatou o delegado Rafael Diório.

O suspeito foi identificado por meio do cruzamento de base de dados e a placa do carro cinza visto na região. Lara desapareceu depois de sair para comprar refrigerante. O corpo da menina foi encontrado dias depois com sinais de violência e com cimento e cal jogado em cima. O laudo informou que a morte se deu por conta de uma pancada na cabeça.

A prisão temporária foi pedida por falta de colaboração do homem na primeira conversa na delegacia, juntamente as circunstâncias suspeitas relacionadas ao suspeito. O investigado é morador de um município próximo a Campo Limpo Paulista, cidade em que Lara foi morta.

Apesar da prisão ter sido decretada, é preciso se ter o resultado do mandado de prisão para declarar o homem como foragido.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: