Polícia da China pede às mulheres ‘não usar minissaia’ no transporte público

A Polícia de Pequim pediu às mulheres da capital chinesa não vestirem ‘minissaias, shorts ou qualquer outra roupa leve demais’ no metrô e nos ônibus durante o verão, para evitar assédios sexuais.

Segundo publica nesta quarta-feira o jornal oficial ‘China Daily’, que cita fontes do departamento de trânsito do Escritório de Segurança Pública de Pequim, a polícia também ‘aconselha’ às mulheres que se cubram com bolsas ou jornais quando se sentarem nos veículos de transporte públicos para evitar olhares indesejados.

O artigo também pede à população feminina a ocupar os assentos ‘mais baixos’, de modo que dificultem ‘fotografias’ de homens, que têm melhor ângulo de visão das partes íntimas do corpo quando elas se sentam em lugares mais altos.

A polícia justifica a recomendação oficial alegando que a maioria dos ônibus da capital não tem câmeras de segurança, por isso seria difícil obter provas quando são denunciados abusos dentro dos veículos.

É comum que moradoras de Pequim se queixem de assédio sexual ao usar o transporte público, sobretudo na hora do rush, no início do dia e no fim da tarde. EFE

Fonte: MSN Notpicias.

Categoria(s): Regional.

Comente: