Connect with us

Regional

Plano para matar marido de Flordelis foi elaborado em 2018

...
Reprodução

O assassinato do pastor Anderson do Carmo foi arquitetado com oito meses de antecedência. A conclusão é da Polícia Civil, segundo reportagem de O Dia, e teve como base depoimentos dos filhos da deputada federal Flordelis (PSD-RJ).Além disso, para os investigadores, as contradições nos depoimentos da parlamentar a colocam como uma possível cúmplice do assassinato. A discordância que mais chamou atenção foi o relato do momento do crime.Flordelis disse que estava dormindo “quando foi acordada por barulhos de arma de fogo. Mas como mora perto de comunidade, não achou nada estranho, tendo voltado a dormir. Que alguns minutos depois, foi acordada por gritos de dentro da sua casa”.Oito dias depois, contudo, a viúva afirmou que, no momento do assassinato, estava conversando com um dos filhos, quando escutou o barulho de seis tiros. Essa versão também foi transmitida à imprensa.

(FOnte: Metrópoles)

Continue Lendo
Publicidade

Acontece Na Bahia - Copyright © 2019.