Pesquisadores da China identificam novo vírus da gripe em porcos

Cientistas chineses detectaram uma nova variante do vírus da gripe em porcos criados em províncias do país asiático com potencial para se espalhar com facilidade em seres humanos.

Nesse sentido, dois fatores preocupam os pesquisadores: as vacinas existentes parecem não conferir proteção significativa contra o vírus; apesar da origem animal, ele não tem dificuldade para infectar células humanas.

Em dezembro de 2019, foi publicado na revista da Academia Nacional de Ciências dos EUA (PNAS), em pesquisa coordenada por George Gao, do Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças, dados sobre a nova cepa do vírus influenza. Entre 2011 e 2018, coletaram cerca de 30 mil amostras de muco do focinho de suínos em dez províncias chinesas. Pesquisadores estudaram o mapeamento epidemiológico dos vírus influenza em porcos.

Segundo os pesquisadores, devem ser implementadas medidas como controlar esse vírus em porcos e monitorar de perto as populações trabalhadoras para evitar a propagação futura. “Os autores realizaram uma investigação completa sobre os riscos dos vírus emergentes da gripe suína na China e mostram que há evidências de que eles podem representar um risco para a saúde humana”, disse o professor James Wood, chefe do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade de Cambridge.

Especialistas dizem que os porcos são um “principal hospedeiro intermediário” ou “vaso de mistura” para vírus que se espalham de animais selvagens para humanos. Não é por acaso que a pandemia de influenza de 2009 ganhou o apelido de “gripe suína”.

Essas novas variantes identificadas pelos cientistas chineses, apelidadas por eles de G4 (genótipo 4), podem ter sido ocasionadas de um ‘embaralhamento’ de material genético do vírus no organismo de seus hospedeiros, o que costuma dar origem a novas combinações.

Em um experimento realizados com furões (animais muito usados para estudar a evolução da gripe) e células humanas mostraram que o vírus G4 infecta sem dificuldades esse tipo celular e causam sintomas típicos de gripes relativamente graves.

Categoria(s): Internacional.

Comente: