Pelo terceiro dia consecutivo, Brasil bate recorde de mortos por Covid-19 e preocupa especialistas

Uma triste notícia estampou as manchetes dos jornais nacionais nesta manhã de sábado (27). O país alcançou o indesejável recorde de pessoas mortas devido às complicações da covid-19 pelo terceiro dia consecutivo na última sexta-feira (26).

De acordo com o painel Monitora Covid da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a média móvel registrada na sexta foi de 1.152 óbitos, maior número desde o início da pandemia e acima dos 1.148 do dia anterior e dos 1.123 de quarta-feira (24).

Além disso, o número de casos também chegou a uma média bem preocupante. Segundo os dados, a média móvel de sete dias, chegaram a 53.422 por dia, 17,5% acima do número de 14 dias antes (45.470) e 4% acima dos casos diários de um mês antes (51.356).

Os números preocupam governantes e especialistas por todo país. A segunda onda, juntamente com o descaso e falta de proteção da população diante do vírus, trazem o medo de um colapso do sistema de saúde e consequencias econômicas ainda piores do que as de 2020.

Assim, é essencial que a população respeite o isolamento social neste lockdown emergencial que foi decretado nesta semana na Bahia. Além disso, é importante também o respeito das medidas de segurança sanitárias como uso de máscaras para a redução desses números assustadores.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: