Peixe raríssimo é encontrado em praia no Nordeste e intriga moradores

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (3). Moradores da Praia do Coqueiro, em Luís Correia, litoral do Piauí, encontraram encalhado nessa quinta-feira (1º), um peixe-lua, animal raro que vive nas profundezas do oceano. Com o nome científico Mola mola, a espécie morreu momentos depois de ser encontrado.

O peixe-lua é o maior peixe ósseo catalogado e existem cinco espécies dele no mundo, chegando a medir três metros de comprimento e podendo pesar mais de 1 tonelada. O animal encontrado no Piauí foi conservado em uma câmara fria para fins científicos e não teve ainda o seu peso determinado.

De acordo com a bióloga Verlane Magalhães, do Instituto Tartarugas do Delta, informou que o peixe encontrado chegou se batendo e morreu logo depois. Magalhães confirmou que esta foi a primeira vez que este tipo de peixe foi encontrado vivo no litoral do Piauí.”Ele foi recolhido e armazenado em uma câmara fria para servir como material didático, através do Ecomuseu. Já encontramos outras vezes, mas as carcaças em decomposição nas praias”, contou. Mas não é só isso…

Segundo o professor de biologia marinha César Fernandes, da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFPar), o peixe-lua é raro de ser visto porque vive nas profundezas do oceano. Informou ainda que o animal é comestível, apesar do aspecto estranho.”O peixe-lua é da espécie Masturus lanceolatus, vive a cerca de 700 metros de profundidade e, por isso, a aparição é incomum nas praias, ainda mais vivo. Talvez ele tenha sido arrastado por uma correnteza muito forte”, contou.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: