Homem morto na própria cafeteria teve a morte” encomendada” pelo marido da mulher com quem teria um caso

O comerciante paraibano Lucas Ramon da Silva, de 29 anos, morto no dia 1 de agosto na própria cafeteria, teve a sua morte planejada pelo marido da mulher com quem estava se envolvendo. O crime aconteceu na zona Sul de Manaus.

Lucas estava se envolvendo com a empresária Jordana Azevedo, que era casada com o empresário Joabson Agostinho. Juntos, Jordana e Joabson tinham uma rede de supermercados.

O caso extra conjugal foi descoberto por Joabson após olhar o celular da esposa. Jordana mantinha uma relação com Lucas desde dezembro do ano passado e diversas vezes ajudava o amante com dinheiro.

Ao descobrir a traição, o empresário contratou um atirador para matar o comerciante. O atirador ainda não foi encontrado e fugiu assim que realizou o crime.

Jordana e Joabson se apresentaram a polícia e confirmaram o crime na última terça-feira. Depois que o caso foi descoberto, a mulher sofreu violência doméstica por parte do marido.

No crime, Lucas foi atingido na cabeça e chegou a ser socorrido para o Hospital Santa Júlia, que fica ao lado da cafeteria. Toda a ação foi registrada por câmeras de segurança do local.

 

Da Redação do Acontece  na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: