Para remover animal de seu lábio, moça precisou fazer esforço e puxar por cerca de 5 segundos: “Não desgrudava”

Depois de acordar sentindo muita dor, Nataly Galdino percebeu que havia algum animal a picando no lábio superior. Então, ela tentou tirá-lo dali o quanto antes. Contudo não esperava que fosse teria que fazer esforço para o bicho se desprender.

Aos 21 anos, a estudante de Comércio Exterior só foi entender o que estava acontecendo depois de ligar a luz. Ela havia acabado de acordar na casa em que vive na cidade de São Vicente, litoral de São Paulo, quando sentiu uma forte dor na boca. Depois de sentir algo bem estranho no lábio de cima, ela percebeu um bicho e o puxou, mas ele não saiu dali de primeira. Segundo o relato, ela precisou continuar puxando o animal por cerca de 5 segundos até ele se soltar. Nataly afirmou:

“Fiquei cinco segundos tentando, com uma dor insuportável e não desgrudava. Eu levantei da cama, liguei a luz, vi minha boca cortada e a lacraia, gigante, na coberta”. Mas não termina aí.

Somente depois de ligar a luz do quarto que ela avistou que havia retirado uma lacraia gigante do lábio. De acordo com especialistas, quando a lacraia encontra uma presa, ela “trava” dobrando o corpo para trás e injetando veneno ao mesmo tempo. Por isso Nataly teve dificuldade em retirar o animal da boca. Contudo, as toxinas desse animal oferecem poucos riscos para o ser humano, causando apenas dor e inchaço. Após ir ao hospital com os pais, a moça recebeu assistência e está se recuperando bem.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Comente: