Pai do suspeito da chacina fala pela primeira e diz que o filho “é um monstro” e quer vê-lo preso

Uma notícia está sendo destaque nesta quarta-feira (16). O pai do suspeito da chacina em Ceilândia, o aposentado Edenaldo Barbosa, em entrevista a um portal, falou um pouco de como vem sendo os últimos dias desde que os últimos crimes do filho aconteceram.

Segundo Edenaldo, ele e a mãe de Lazaro se casaram quando ele ainda tinha 17 anos, em Barra do Mendes, na Bahia. O casamento foi bastante complicado, com brigas, agressões e acusação de traição das duas partes. Além de Lázaro, ele teve um outro filho com a Eva Maria e ambos estavam pequenos quando se separaram.

Esse irmão mais novo de Lázaro, inclusive, morreu há cinco anos durante um acerto de contas, depois de ter se envolvido em roubos e homicídios.

A última vez que o aposentado viu o filho Lázaro foi há seis anos. “Só me visitou e foi embora. Foi quando ele teve uma fuga aí. E eu com o coração na mão, doente. Só não morri ainda porque acho que Deus não quis”
” O demônio se apoderou dele”.

Ele se diz bastante envergonhado de tudo que tem visto do filho e afirma que Lázaro é um monstro.
“Esse monstro, eu registrei, mas quando as pessoas falam ‘o seu filho’, aquilo me estremece todo. Não dá vontade nem de ficar mais na Terra. Eu estou arrasado. Se eu vê-lo por aí, eu nem conheço mais”, lamenta.

Quando falou da chacina em Ceilândia, o pai ficou destruído. “O que mais me dói é o desespero que aquela família sentiu e o que ele fez com aquela pobre mulher. Isso não é gente. Isso é um monstro da pior espécie”, disse.

O aposentado é casado há mais de vinte anos com a atual mulher, com quem tem três filhos: dois adolescente, um de 16 e um de 13 anos e um bebê de 1 ano. Na vizinhança, ele é descrito como um homem calmo, discreto e religioso. Com todos os crimes, ele quer ver o filho preso.

Eu não quero ele solto jamais. Porque estou com medo dele fazer mal a mim e a minha família. Olha só o que ele tá fazendo com todo mundo”, finaliza.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: