Pai de adolescente vítima de tragédia na Bahia expressa seu sofrimento: ‘Preferia estar no lugar da minha filha’

“Uma dor inexplicável.” Assim descreveu Alexandre Almeida, pai de uma das vítimas do acidente envolvendo um ônibus e um caminhão em São José do Jacuípe, na BR-324, Bahia.

Sua filha, Isabela Santos de Almeida, uma estudante de 14 anos, estava no ônibus de passeio com a família. Durante o velório da jovem, Alexandre compartilhou suas emoções, dizendo: “É muito triste, estou tentando ser forte, mas a dor é intensa, muito intensa.”

Ele desabafou ainda mais, expressando um desejo angustiante: “Eu preferia estar no lugar da minha filha. A ideia é que os filhos enterrem os pais, não o contrário. Enterrar minha filha de uma maneira tão trágica é devastador”, desabafou o pai.

Alexandre ressaltou a singularidade de Isabela, sua única filha mulher. O último contato entre pai e filha ocorreu no sábado anterior à viagem, quando ele entregou dinheiro para que ela pudesse lanche durante o passeio em Guarajuba. “Foi a última vez que falei com ela e a abracei”, lamentou.

Além de Isabela, sua avó Maria Eunice, 54 anos, e o marido dela, Paulo Jesus Araújo, também perderam a vida no acidente.

As sobreviventes da família incluem Flávia Carneiro, de 34 anos, mãe de Isabela, e

Ana Clara Santos Silva, 16 anos, sobrinha de Maria Eunice. Segundo Luiz Carlos Santos Silva, irmão de Ana Clara, esta foi socorrida para o Hospital do Subúrbio, em Salvador.

Ao chegar no local da tragédia, Luiz Carlos testemunhou de perto o cenário devastador, ressaltando a gravidade do acidente. “Não sei se vocês viram como o carro ficou. Foi um milagre. Eu choro por uns e agradeço por dois”, destacou.

O acidente ceifou a vida de uma família completa, composta por pai, mãe, e filho, além de uma jovem gestante e um músico. Inicialmente, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou 25 mortes, mas posteriormente a PRF e o Instituto Médico Legal (IML) confirmaram 24 óbitos. Dos falecidos, três estavam no caminhão e os demais no ônibus.

A maioria das vítimas residia em Jacobina, no norte da Bahia. O grupo no ônibus retornava de um passeio na praia de Guarajuba, enquanto as pessoas no caminhão saíram de Juazeiro com destino a Feira de Santana, onde descarregariam o veículo que transportava mangas. As circunstâncias exatas do acidente ainda não foram esclarecidas.

Da redação do Acontece na Bahia

Fonte: G1