Padre Robson admite que usou parte do dinheiro de doações para pagar extorsão

De acordo com informações do Ministério Público de Goiás (MP-GO), o padre Robson de Oliveira afirmou em depoimento que desviou cerca de R$ 2 bilhões em doações da Associação Filhos do Pai Eterno (AFIPE) para pagar extorsões.

Nesse contexto, o padre mantinha duas relações amorosas e um deles disse que iria tornar o relacionamento público. O criminoso virtual está preso desde o ano passado com outras três pessoas envolvidas no caso.

Segundo depoimento dado ao MP, Oliveira admite ter conhecimento sobre o conteúdo e teria pago R$ 2,9 milhões para contas da quadrilha.

O dinheiro seria utilizado para construir uma basílica. Por fim, o padre deve ser ouvido nessa semana novamente, além dos outros investigados.

Categoria(s): Nacional.

Comente: