Pacientes escutam médico sendo executado dentro de clínica particular e fogem do local às pressas

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (24). O médico pediatra Júlio César de Queiroz Teixeira, 44 anos, foi assassinado na manhã desta quinta-feira (23), dentro da sala de atendimento de uma clínica particular, na cidade de Barra, oeste da Bahia. Imagens de câmeras de monitoramento do lugar registraram o momento de muito pânico na recepção da clínica.

O médico foi morto por volta de 8h30 e na recepção do local estavam várias pessoas, inclusive crianças. O homem acusado de cometer o crime chegou até a sala de atendimento usando uma calça jeans e uma camiseta cinza, além de estar com capacete. Na sequência, após os disparos de arma de fogo, o suspeito deixa o local.

No momento em que o suspeito entrou no consultório e efetuou vários disparos contra o médico, estavam na sala duas mulheres e uma criança. Um dos disparos atingiu a cabeça de Júlio César. Após ter sido socorrido por funcionários do local e encaminhado para um hospital da região, Júlio César não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Nenhuma outra pessoa foi atingida pelos tiros.

De acordo com a Polícia Civil, havia um comparsa do assassino que o aguardou na parte externa da clínica para dar fuga. Os suspeitos saíram do local em uma moto. Foi realizado uma perícia no local pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), ainda na manhã dessa quinta-feira.

As investigações agora procuram saber o motivo pelo qual o médico foi assassinado e quem são os suspeitos do crime. O médico Júlio César era natural de Xique-Xique, cidade vizinha a Barra. Ainda não foram divulgadas informações sobre o sepultamento do médico.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Comente: