PSD diz que não aceitar ministério.

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, disse nesta quarta-feira (13) à presidente Dilma Rousseff que seu partido não vai integrar oficialmente o governo antes da eleição de 2014. Para Kassab, o partido foi criado para reunir dissidentes de várias legendas, em sua maioria oriundos da oposição.”Eu disse a ela, e a presidente compreendeu, que esta era uma decisão definitiva, oficial, e que reflete o desejo majoritário no partido”, afirmou o ex-prefeito de São Paulo à Folha após um jantar no Palácio da Alvorada. Apesar da negativa, o vice-governador de São Paulo, Afif Domingos, a assumir a recém-criada pasta da Micro e Pequena Empresa. Segundo o jornal, Dilma pode convidá-lo em caráter “pessoal”, por afinidade com o político e por sua experiência no tema. Kassab admite que não poderá “impedir” caso a presidente resolva convidar um filiado do partido nessas condições, mas que isso não mudará a decisão de conservar a independência no Congresso.

Fonte: Bahia Notícias.

Categoria(s): Nacional.

Comente: