Search
Close this search box.

Nordeste assume a liderança nos gabaritos da redação do ENEM 2023 com quase a metade das notas mil alcançadas em todo o país; confira as pontuações

Entre as 60 redações que alcançaram a pontuação máxima no Enem 2023, 25 foram redigidas por candidatos do Nordeste. Seis dos nove estados nordestinos contaram com alunos que atingiram a tão sonhada nota mil, superando a região Sudeste, que acumulou 17 notas perfeitas distribuídas entre seus quatro estados. Esse desempenho nacional representa uma melhoria em relação à edição de 2022, quando apenas 18 participantes obtiveram a nota máxima na redação.

As notas individuais, divulgadas nesta terça-feira, revelaram que, na região Nordeste, os estados com maior número de notas mil foram Rio Grande do Norte e Piauí, cada um com seis conquistas. Bahia e Ceará registraram quatro, Sergipe teve três, e Pernambuco contou com dois. Apenas Maranhão, Paraíba e Alagoas não tiveram alunos alcançando a nota máxima.

A soma das notas da região representa quase a metade dos gabaritos totais do país. Nesta edição, o desempenho nacional apresentou uma melhoria significativa, com um aumento de 233% em relação ao ano anterior, quando apenas 18 participantes obtiveram notas perfeitas.

Nas redes sociais, candidatos nordestinos celebraram o desempenho da região na prova. “41% dos alunos que tiraram 1000 na redação no Nordeste, somos os maiores”, afirmou um internauta. “A região do Brasil com mais notas mil na redação do ENEM é o Nordeste. Um tapa na cara dos xenófobos e preconceituosos. Protagonismo histórico desde sempre!”, declarou outra pessoa.

De acordo com os dados do Ministério da Educação, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Pará, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins não registraram notas máximas. No Sudeste, que ocupa o segundo lugar nacional, todos os estados apresentaram alunos com notas perfeitas na produção textual. São Paulo e Rio de Janeiro lideram o ranking, com sete notas máximas cada. Espírito Santo e Minas Gerais ficam empatados, com duas notas mil.

Na última edição, os participantes do exame nacional precisaram redigir uma dissertação-argumentativa com o tema “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”. Das 60 notas mil, apenas quatro são de alunos da rede pública.

Entre os dias 22 e 25 de janeiro — ou seja, de segunda a quinta-feira da próxima semana —, serão abertas as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que disponibilizará 264 mil vagas em instituições públicas de educação superior em todo o país, com base nos resultados do Enem 2023. O exame registrou um total de 3,9 milhões de inscritos, mas 1,2 milhão não realizou a prova — o equivalente a quase um terço dos estudantes. Dentro desse total, 60 obtiveram nota máxima na redação.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasil