No Nordeste, Bolsonaro diz que o Auxílio Emergencial pode voltar já no mês de março e afirma que pode durar até 4 meses

Uma afirmação do presidente Jair Messias Bolsonaro tomou as manchetes nesta quinta-feira (11). Em viagem ao Nordeste, Bolsonaro afirmou que a volta do auxílio emergencial pode estar mais próxima do que se espera.

Durante viagem à cidade de Alcântara, no estado do Maranhão, Bolsonaro afirmou que o auxílio emergencial pode retornar já no mês março. Ao falar sobre o assunto, o líder do executivo disse que o retorno do benefício “está quase certo” e também relatou quanto tempo deve durar. Bolsonaro afirmou:

“Está quase certo, não sabemos o valor. Com toda a certeza, a partir de… Pode não ser, né. A partir de março, três, quatro meses. É o que está sendo acertado com o Executivo e com o Parlamento também, porque temos que ter responsabilidade fiscal”. Mas não é só isso.

O presidente Bolsonaro também falou que a volta do auxílio emergencial deve ser acompanhada de uma retomada econômica. Além disso, ele criticou o fechamento do comércio e explicou que os grupos de risco devem receber cuidados enquanto o restante das pessoas deve voltar ao trabalho:

“Tem que acabar com essa histórica de ‘fecha tudo’. Devemos cuidar dos mais idosos e quem tem comorbidade. O resto tem que trabalhar. Caso contrário, se nos endividarmos muito, o Brasil pode perder crédito, daí a inflação vem, a dívida já está em R$ 5 trilhões, aí vem o caos, e ninguém quer isso aí.”

Inicialmente projetado com 3 parcelas e posteriormente estendido, o auxílio emergencial se consagrou como um benefício imprescindível para a redução da pobreza em tempos de crise. Então, a sua volta significa um grande alívio para as milhares de famílias que ainda lutam contra os efeitos da pandemia.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Comente: