‘Não aprenderam’, diz mãe de garota morta no Hopi Hari ao criticar nova falha em equipamento

Um caso voltou à tona e envolveu a mãe da garota que morreu em 2012 ao cair de um brinquedo do parque Hopi Hari, no interior de São Paulo. Silmara comentou nessa segunda-feira (13), a falha em uma montanha-russa do Hopi Hari, que ocorreu no último sábado (11). No episódio, uma trava do equipamento se soltou e foi erguida por uma das pessoas que estavam na atração.

Felizmente ninguém se feriu. O veículo da montanha-russa ainda estava de subida quando aconteceu o episódio. A situação, no entanto, causou revolta em Silmara Nichimura, mãe de Gabriela Nichimura, garota que morreu aos 14 anos em 2012 em um brinquedo que funcionava como um elevador, chamado La Tour Eiffel.

“Como pode? Não aprenderam ainda”, comentou Silmara por meio de uma rede social. “Em 2012 morreu minha filha linda e tão amada com apenas 14 aninhos em um brinquedo do Hopi Hari. “Como a lei brasileira é uma porcaria, tudo ficou por isso mesmo! E depois de tantos anos os mesmos erros. Mesmas falhas! Eles só visam ao lucro mesmo”, contou. “Falta de respeito, amor e cuidados com o ser humano”, concluiu.

Funcionários do Hopi Hari pegaram uma pena de dois anos e oito meses de prisão, após a morte de Gabriela. A pena foi revertida em serviços comunitários e pagamento de salários mínimos a uma entidade assistencial. O Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que eles se “se omitiram ao deixar de tomar os cuidados para impedir a utilização da cadeira — desativada havia mais de dez anos —, que não possuía cinto de segurança e que havia apresentado problemas no colete de proteção no dia do incidente”.

O proprietário do parque também foi processado, mas o ex-ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Triunal Federal), acabou arquivando o processo por entender que apenas o fato de ser proprietário não seria suficiente para apontá-lo como culpado e que ele esperava, ao deixar o parque sob os cuidados dos funcionários, que todas as normas de segurança fossem observadas.

A família da vítima fez um acordo de indenização, mas os valores não foram divulgados. A nova falha no Hopi Hari, ocorreu em uma trava de segurança da montanha-russa Montezum. Segundo informações, o caso aconteceu por volta das 17h40 e a atração não foi reaberta até o fim do dia.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: